Usabilidade do Scan To Cloud – Fácil e confiável

Você pode não estar familiarizado com o Scan To Cloud do PaperCut MF. Caso não seja, aqui está o que você precisa saber.

Apenas para refrescar sua memória, armazenamento em cloud são serviços como Dropbox, OneDrive, Box entre outros.

Primeiro, vamos falar sobre o por quê é importante poder digitalizar para o armazenamento em nuvem.

O recurso Scan To Cloud do PaperCut MF transforma a “humilde multifuncional” em uma “máquina de arquivamento digital do futuro”.

Ok, talvez isso seja um pouco cinematográfico né?!

Essencialmente, é uma maneira super fácil de transformar documentos de papel em documentos digitais e, em seguida, enviar esses documentos digitais para o serviço de armazenamento on-line de sua escolha.

Para termos mais segurança no seu conhecimento sobre o Scan To Cloud, resolvemos fazer um ligeiro bate papo com Aaron Pouliot, Engenheiro de Suporte Técnico da PaperCut em Portland (EUA).

IBS: Aaron, comente um pouco sobre a configuração do Scan To Cloud.

Aaron: Scan to Cloud Storage é muito simples de configurar. Essa é a primeira coisa que você precisa saber. É ainda mais fácil configurar do que digitalizar para e-mail.

IBS: Ok, continue.

Aaron: Configurá-lo é literalmente tão simples quanto clicar em” ativar” no seu servidor PaperCut. Você não precisa configurar uma conta de serviço ou e-mail. Além disso, os usuários recebem cerca de 20 MB de limite para documentos em anexos, o que geralmente impede que os usuários digitalizem documentos grandes.

IBS: E segurança? Afinal, uma das maiores perguntas que ouvimos dos administradores de sistema sobre o Scan to Cloud Storage da PaperCut é saber se é confiável manipular com segurança os dados de seus usuários. As pessoas digitalizam documentos confidenciais o tempo todo, incluindo habilitações, passaportes e registros médicos, por isso é absolutamente essencial que essas informações sejam mantidas longe de perigos.

Aaron: A segurança é incorporada ao recurso Scan To Cloud da PaperCut desde os primeiros estágios de desenvolvimento. E continuará a ser uma grande prioridade para nós. Depois que o documento é enviado para o armazenamento em cloud, ele é excluído do sistema após 24 horas.

IBS: Aaron, o Scan To Cloud é mais seguro do que enviar documentos por e-mail?

Aaron: Scan to Cloud Storage é mais seguro que o e-mail. O e-mail nem sempre é o método de transmissão mais seguro. O problema é que nem todo provedor de e-mail incomoda a criptografia de dados em trânsito.

IBS: E sobre a conformidade do Scan to Cloud Storage com o novo regulamento GPDR?

Aaron: É compatível com GDPR. Os usuários podem perguntar quais informações nós sabemos sobre eles. As únicas informações pessoais identificáveis ​​que temos sobre os usuários são o nome e o endereço de e-mail delas. Nosso pensamento é, quanto menos soubermos, melhor! Todos os registros são excluídos após 30 dias. O PaperCut MF também é compatível com GDPR e só se conectará a provedores de armazenamento em nuvem que também sejam compatíveis com as novas normas.

IBS: Algo de importante para acrescentar?

Aaron: O serviço em nuvem do PaperCut é executado no Google Cloud Platform, no qual é altamente confiável. É a mesma infraestrutura que o Google usa para seus próprios produtos, como pesquisa, Google Drive e Google Maps. O Google afirma que o “Serviço fornecerá uma porcentagem de tempo de atividade mensal aos clientes de pelo menos 99,95%”.