5 Desafios do Armazenamento na Nuvem e Como Superá-los

Visando a praticidade e a redução de custos, cada vez mais empresas têm migrado para o armazenamento na nuvem. O serviço concebido pelo pesquisador americano John McCarthy nos anos 60 tornou-se popular a partir dos anos 2000 e está presente em inúmeras empresas ao redor do mundo.

Infelizmente, nada nesse mundo é perfeito. Embora muitos usuários não tenham queixas, problemas com esse tipo de serviço não são raros e acabam perturbando o sono tanto de patrões, quanto de empregados. Confira a seguir quais são eles e o que fazer para que a nuvem não se torne uma tempestade em sua vida:

 

1 – Conexão com a internet:

Por mais conectado que esteja o mundo atualmente, precisamos encarar o fato de que a conexão à internet, seja por banda larga, 3G ou 4G, ainda não chega a todos os lugares do Brasil e aonde chega, costuma apresentar falhas.

Utilizar a nuvem é impossível sem a internet e uma conexão lenta impede o download de documentos completos, tornando esse desafio uma séria ameaça à segurança e produtividade da empresa.

Em lugares onde a conexão é duvidosa, é recomendável que se leve os arquivos salvos em um HD externo ou num dispositivo de pen-drive. Isso evitará surpresas desagradáveis.


2 – Insegurança:

Embora sejam muito raras, falhas na segurança podem ocorrer, em especial se seu conteúdo estiver armazenado em servidores de grandes empresas, que investem em um sofisticado sistema de segurança.

As falhas podem ser culpa tanto dos servidores de empresas menores, como também do próprio usuário, que escolhe senhas fracas ou usa computadores públicos e compartilhados. Cuidado!


3 – Dependência do fornecedor:

Uma das maiores queixas que os usuários do armazenamento em nuvem possuem é a dependência implícita dos provedores desse serviço.

Isso é o que é chamado nessa indústria de “dependência do vendedor”, pois é muito difícil – em alguns casos impossível – migrar os dados de um provedor uma vez que você já utiliza bem seus serviços.

Se um usuário deseja migrar para outro provedor, ele poderá enfrentar muitos problemas para transferir uma grande quantidade de dados do provedor antigo para o novo.

Essa é outra razão pelo qual você deve escolher cuidadosamente e contemplar bem todas as opções quando está escolhendo um provedor.


4 – Pequenos contratempos:

Embora esse não seja um problema causado diretamente pela nuvem, muitos usuários queixam-se de ter de enfrentar pequenos problemas de praticidade.

Por exemplo, como mandar um documento escaneado direto da máquina para a nuvem? Se colocarmos na ponta do lápis, iremos constatar que esses pequenos problemas resultam em um grande prejuízo para as empresas no final do ano.

Existem excelentes softwares que resolvem esse e outros problemas operacionais, como é o caso do PaperCut 2018. que traz consigo a inovadora ferramenta Scan to Cloud, que promete eliminar esses contratempos. Você pode conferir mais sobre essa ferramenta clicando aqui.


5 – Preço:

Mesmo sendo uma opção muito mais econômica do que centenas de HDs de armazenamento e novas máquinas, o serviço de armazenamento na nuvem representa um alto custo.


É claro que existem opções gratuitas, mas empresas e empresários que trabalham com um grande volume de arquivos podem precisar de planos pagos para atender melhor às suas necessidades.

É recomendável que você avalie qual é a real necessidade da sua empresa, antes de optar por esse tipo de serviço.

Por fim, é necessário afirmar que mesmo com todos esses problemas, o armazenamento em nuvem é uma excelente opção e uma tecnologia que veio para ficar (pelo menos até inventarem uma solução melhor).

Esperamos que esse texto tenha sido útil a você e a sua empresa, para receber outras dicas e notícias sobre o mundo da tecnologia empresarial, basta deixar o seu e-mail. Tenha uma semana produtiva!